CCFY - FUCK YOU 007

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

CCFY - FUCK YOU 007

Mensagem por Gerrard em Qua Maio 10, 2017 12:41 am

....

Gerrard
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 05/05/2017

Ver perfil do usuário http://project812.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCFY - FUCK YOU 007

Mensagem por Gerrard em Qua Maio 10, 2017 12:41 am

Era mais um dia irritante o suficiente para que este saísse da cama. Os dois após o aniversário de Gerrard já havia passado, logo sua namorada não estava mais o fazendo companhia o que era algo realmente triste.  Caminhou calmamente até o banheiro para tomar um breve banho e fazer todas as suas tarefas.

Não fora bem como imaginara, após o banho este sentiu preguiça de ir treinar e fugiu para o alojamento onde podia praticar sua dança sem ser perturbado.

Estava trajando uma calça negra de ginástica que facilitava movimentos, um tênis que não tinha muita aderência ao chão de coloração branca com detalhes em verde, sem camisa e com um boné branco.  Iniciou a dançar uma coreografia que ele acabara de assistir em seu smartphone, este fazia a de um homem que trajava um boné branco no determinado grupo.  No fim desta achando que estava sozinho naquilo tudo fora surpreendido por uma voz bastante familiar. — LINDO! GOSTOSO! – Foram as palavras proferidas pela garota que sorrateiramente o vigiava. Gerrard Sorriu coçando a cabeça reconhecendo a silhueta a distância, era Evie, sua querida amiga pretora. Com agilidade ele subiu pelas escadas indo em rumo a sua colega dando um abraço apertando nesta e a girando no ar. Quando pois ela no chão, levantou seu braço esquerdo a girando ali e observou seu corpo e disse de forma travessa. — Pelo visto não sou o único gostoso aqui, minha cara.  Se eu não tivesse em um lance, te dava uns pegas. – Riu em seguida e tratou de mostrar sua aliança de ouro em seu dedo anelar direito.

Depois da empolgação da filha de Nox em receber a notícia óbvia do início de um longo namoro, este questionou a ela levando o indicador ao próprio queixo.  — Bom... Eu sei que não veio aqui só para me ver dançar, tampouco me cortejar. O que lhe aflige minha pequena? – Questionou este, repousando suas irises esmeraldas nos olhos da garota esperando uma resposta convincente.


Última edição por Gerrard em Qua Jun 14, 2017 6:34 pm, editado 1 vez(es)

Gerrard
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 05/05/2017

Ver perfil do usuário http://project812.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCFY - FUCK YOU 007

Mensagem por Gerrard em Sab Maio 13, 2017 7:48 pm

Ver a sua amiga novamente em seu estado de surpresa dessa vez pelo acessório em seu dedo e que o fez soltar uma pequena gargalhada, não contendo um abraço apertado e logo ouvindo a garota falar. — Deuses, Ger! Isso é uma ótima novidade! Estou feliz por você e terá de me contar depois. – Exclamou a pequena, porém como a animação e a felicidade estavam bastante imponentes no local tivera de ter um fim da mesma maneira que apareceu, rápido.

E era como este já imaginava, a sua pequena amiga realmente tinha um problema o clima já havia alertado sobre isso, cruzou seus braços na altura do tronco esperando que ela iniciasse a fala, e tomando a postura como um bom ceifador. Levou suas irises esmeraldas as azuladas da pretora vendo a tomar postura e logo suspirar profundamente, esse era o jeito que ele queria que ela tomasse — Pensou certo... eu vim para convocá-lo a uma missão A visão do rapaz seguia a garota que pelo visto começara a ter uma crise de nervoso, andando de um lado para o outro. Pensando em como falar algo? Provavelmente, mas ela esqueceu que seu colega de missão tinha um lado tão frio que não se abalaria facilmente?  Foi quando ela começou a falar ainda em estado de nervosismo. — Você sabe que desde que Nox fez sua cartada os Acampamentos estão desconfiados de um grande confronto está para acontecer. – Esta parou de andar, cruzando os braços também e prosseguindo após respirar. — Mas eu posso colocar a minha mão no fogo grego de que esse período de “calmaria” é apenas preparação para uma verdadeira guerra. Eu e Rebecka montamos grupos de inteligência e finalmente obtivemos alguns resultados. Há uma atividade estranha acontecendo em um local específico, secretamente, iremos lá investigar isso. E quando coloco o verbo no plural isso significa que nós estamos indo. Eu e você. – O sorriso da garota já havia matado ele ali, mas não pode esconder seu lado surpreso. Nunca ninguém havia o chamado para missões de tamanha importância, o que fez o príncipe das marés ficar devidamente excitado com tudo aquilo deixando transparecer com um breve sorriso e voltou a escutá-la — Perigoso. Ultrasecreto. Missão de infiltração, pesquisa e depois sair correndo. Acho que consegui resumir tudo.

A sua reação era transparente, apesar de querer esconder a empolgação e não conseguir. Trabalhar lado a lado com a pretora era tudo que ele poderia pedir, já queria mostrar para todos aqueles que o xingavam por ser um incompetente e um preguiçoso inútil que ele seria a grande muralha de Roma.  Ser a gárgula indomável e impiedoso com aqueles que devem á justiça. Por algum motivo viu um sorriso largo no rosto da morena que logo o desfazia lentamente voltando a tomar postura e dizendo.  — Sairemos em uma hora, me espere na frente do túnel Caldecott. Estarei com nosso equipamento de espionagem e tudo o mais. Leve o que achar necessário e se sentir confortável, ok? Se alguém perguntar, lembre-se de responder que é uma missão de resgate no Texas apenas.

Ela fez uma breve despedida cordial e retirou-se indo provavelmente preparar-se. Ajeitou o que tinha que ajeitar ali naquele recinto para caso alguém ache que ele estava ali não ter vestígios de ter sido aberto ou mesmo se quer usado para uma reunião de tamanha importância. Logo caminhou a passos largos ao seu dormitório para tomar uma ducha e preparar-se.

[...]

Voltou para o quarto com uma toalha envolta a cintura. Lá deixou que caísse, abrindo o guarda-roupa de forma rápida começando a se vestir. No fim vestindo uma camisa azul marinho de meia manga um pouco colada ao corpo, uma calça jeans negra e um All-Star também negro. Pois seu bracelete de prata em seu antebraço esquerdo, um pouco acima de seu rolex. Vestiu uma couraça de ferro específica que protegeria todo o seu tronco. Colocou a caneta-tridente em seu bolso direito, alçou o cantil o deixando nas suas costas um pouco acima da cintura e finalizou por vestir sua capa negra, cobrindo todo o corpo do jovem a não ser seus olhos e cabelo.

Estava preparado para sair, abriu a janela do seu quarto assobiando fortemente chamando seu fiel amigo Vaporeon e disparou em ímpeto até a entrada da Coorte II acenando para o animal alado que logo abaixa a altitude o suficiente para que Gerrar salta-se agarrando-se na crina branca do equino e ajeitasse em seu corpo  — Como vai, amigão? Quanto tempo não é meu garoto? Vejo que está mais forte e com mais músculos, andaram te treinando aqui nos estábulos do acampamento, não é?  Enfim. Me leve para o túnel Caldecott, sabe onde é não é meu querido? – O pégaso o observou como se não precisasse responder e relinchou em felicidade por estar viajando com seu companheiro uma vez mais.

O tempo se passou até que chegaram, Gerrard deitou no corpo do Pégaso que estava de pé esticando as asas dentro do túnel e o ceifador ficava refletindo sobre a missão. Se ele bem se lembrava, a pessoa que o senado menos confiava por ser filha justamente da Deusa que está causando todo esse estrago, é a própria Evie. A pressão que ela devia estar sofrendo devia ser sobre-humana. Todos desconfiando de sua lealdade, todos renegando até mesmo a sua existência sendo que era uma menina de caráter inigualável e uma ótima amiga de fato, uma das melhores que tem nesta vida. Ele precisava fazer algo em relação a isso, só não sabia o quê.

Talvez as respostas estavam começando a emergir quando ele iniciou um pensamento sobre espancar um dos centuriões que vivem atacando a pretora com palavras ofensivas sobre sua progenitora mas, aquilo sumiu quando ouviu um ronco motorizado, quando abrira levemente os olhos a garota já estava ao seu lado. Sorriu de forma meiga para ela e saltou do pégaso segurando o capacete e sem que ela conseguisse reagir a puxou pela cintura contra o seu corpo a dando um abraço apertado e dizendo. — Você ainda não respondeu a pergunta sobre o que lhe afligia. Mas, já tenho uma ideia do que seja. Saiba de uma coisa, independente de você ser filha de Nox, você é Evie Farrier. Você é a pretora regente deste acampamento, você sem dúvidas tem a capacidade de ser a melhor legionária que este lugar já teve, e aquele que eu pegar falando mal de sua pessoa deixarei em coma e sangrando perto do nosso querido escorpião.  Amo você, minha pequena. Eu estava até propondo em te adotar como minha irmã caçula, mas como bem sabe não sou o legionário mais bem reconhecido, todos os Centuriões me encaram de forma degradante pelas minhas atitudes. Creio que seria melhor que eu estivesse morto a estar aqui. E se fosse minha irmã caçula iria manchar sua reputação, compreende? Só saiba que estarei aqui quando você precisar, capiche? – Usou do seu sotaque, porém, antes que pudesse se sentar na moto ele acabara vendo que a garota respirava em um ritmo fora do normal, e o mirava com o cenho franzido e uma expressão um tanto quanto brava. — Ninguém aqui é perfeito Gerrard. Todos nós temos atitudes erradas e corretas, como reagimos depois de uma ação também é fundamental. Até mesmo eu já errei em minha trajetória. – O argumento que a sua irmã havia utilizado acabara atingindo o peito do Gerrard, ele sentira que ao invés de estar ajudando-a a complicou nesse quesito, fazendo com que ele sentasse na garupa da moto um tanto pensativo. — Não se preocupe em manchar minha reputação, minha própria mãe já fez isso. Você é alguém muito próximo de mim Gear, eu fico na verdade muito feliz de saber que o sentimento é recíproco. Agora vamos que temos de chegar a tempo para que cumpra a sua parte na missão. Segure-se firme!

Ouviu as palavras da pretora e finalizou acariciando uma última vez o focinho de Vaporeon pedindo que voltasse para o alojamento.  O equino alado cheirou a face de seu mestre e de Evie uma vez e a olhou como se pedisse proteção de seu dono, reconhecendo que ela era a mais forte entre os dois e galopou para o início do recinto batendo as asas fortemente e alçando voo de volta ao acampamento. Utilizou de três dedos, dando um "tapa" perto do joelho da garota como quem diria "vamos?" e esperou pela atitude da mulher, prendendo as partes inferiores das suas coxas nas posteriores na dela, e segurando firmemente nas alças traseiras da moto imaginando que aquilo tinha uma potência absurda.

Gerrard
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 05/05/2017

Ver perfil do usuário http://project812.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCFY - FUCK YOU 007

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum