Facking Forge

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Facking Forge

Mensagem por Gerrard em Sex Maio 12, 2017 4:11 pm

........

Gerrard
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 05/05/2017

Ver perfil do usuário http://project812.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Facking Forge

Mensagem por Gerrard em Sex Maio 12, 2017 5:44 pm

O dia mal havia se iniciado, eram três e meia da manhã e Andrew encontrava-se nos fundos já de sua forja. Estava colocando alguns tijolos em um formato de retângulo, deixando apenas uma peça aberta quase ficando em formato de um “u”. Juntou o trabalho com cimento para criar uma parede exatamente para sua nova forja. Havia recebido uma encomenda bastante incomum, principalmente pelo seu método que a cliente gostaria que o fizesse e não era todo dia que ele revivia os tempos medievais asiáticas. Sorriu após terminar a construção daquele “muro” logo adicionando feno ali e um carro cheio de carvão logo ao lado, os preparativos iniciais estavam prontos, agora vinha a parte divertida.

Sorriu, espreguiçando-se enquanto bocejava levemente levando as mãos ao bolso do Jeans para abrir sua loja, as encomendas como havia encomendado acedo já haviam sido entregues, agradecia a Mercúrio por isso. Vestiu seus EPI (Equipamentos de Proteção Individual) e se preparou para iniciar seus serviços ali dentro. Para não perder tempo, levou uma chapa de Arambarium levando ao caldeirão para que derretesse da mesma maneira, utilizaria aquele material derretido para uma única coisa, quando a lâmina estivesse finalizada, ele a mergulharia ali enquanto o metal estava efervescido e derretido, para que o Vibranium já moldado se misture junto ao Arambarium e desse uma propriedade única a arma, que seria a fusão de todos os seus efeitos adicionais e obviamente seu dano.

Foi até uma pequena área onde continua uma “mini-cozinha” dentro da forja, colocando um pouco de água para efervescer, enquanto caçava o pó de café.

[...]

Retornava para o seu local de periculosidade com uma grande caneca preenchida pelo líquido negro quente, bebericando um pouco daquilo e vendo o projeto da arma na parte da “Kashira” e “Tsuba”, sentou-se em uma mesa próxima ao seu computador e começou a fazer os desenhos dos formatos necessários com toda a espessura da lâmina, e da “Tsuka”, que eram essenciais para que os detalhes mais importantes ficassem extremamente condizentes com o trabalho que teria forjando a arma em si. Desenhos e cálculos feitos, hora de por a mão na massa. Levou uma segunda placa do Arambarium para a base da “Plasma Cutter” deixando em uma posição favorável.  Andrew utilizou da scanner para passar os desenhos do papel para o computador, primeiro o da Tsuba que seria o anel de guarda. Fez o desenho no próprio programa cuidadosamente utilizando de cada cálculo, e assim que pronto pôs sua máscara para impedir que as faíscas da máquina de corte chegassem a sua vista, logo em seguida a ligou que já iniciou a fazer os cortes.  Um minuto se passou de forma lenta e intrigante, e logo uma peça da chapa fora ao chão com o formato e cálculos exatos daquilo que ele pediu. Segurou a guarda prateada da Katana calmamente a levando para um local seguro, a guardando ali para ser utilizada no futuro. Agora era a vez de fazer o mesmo em relação as medidas da Kashira. Ajeitou a chapa do material prateado na máquina e ajeitou todas as proporções e logo depois religou a máquina. Que cortou quatro peças que se encaixavam formando as duas peças da Kashira.  Guardou no mesmo recinto que guardou a outra peça metálica, pegando alguns blocos de Vibranium indo para a parte de trás da sua garagem, desligando todos os aparelhos deixando apenas a caldeira acesa com o Arambarium fervilhando ali.

Voltou para a “casinha” de tijolos que montara há trinta minutos atrás, mesmo que já tivesse uma hora de que iniciou seu trabalho, sorria de forma nervosa enquanto tacava fogo em toda aquela palha, aplicando o carvão ali iniciando uma grande labareda que era contida pelas paredes de tijolos. Utilizou da pinça pegando um grosso pedaço de Vibranium, o afundando na palha e deixando que aqueça. De imediato enquanto esperava aquela pedaço do ferro aquecer, abriu a entrada dos fundos da garagem, colocando próximo a bigorna um balde com água e seu martelo mergulhado nele, em instantes seu trabalho real teria inicio e deveria estar preparado.

Sem perceber enquanto arrumava as coisas para receber o Vibranium, um cheiro adentrou suas narinas de forma que o obrigou a ficar em estado de alerta, era uma fragrância de queimada e logo tratou de correr em direção em direção ao local. Pegou a pinça apressadamente, coletando o minério em uma tonalidade avermelhada o levando para a bigorna com velocidade.  Após ajeitar o material flamejando no seu devido espaço, pediu para que Tulio, seu autômato colocasse o álbum “Meteora” do Linkin park para tocar. Sacou o martelo de baixo d’água no mesmo instante ao ouvir o início da “Don’t Stay” martelando brutalmente o material onde chamas faiscavam para todos os lados, e assim repetidas vezes fora feito o processo da martelada. Suor escorria por seus cabelos negros e pelas suas tatuagens pelo braço. Levou o material de volta a palha o esquentando, recolocando o processo diversas vezes

[...]


A lâmina estava finalmente preparada depois de horas de trabalho árduo. Sorriu em resposta colocando o álbum “Hybrid Theory” dessa vez para tocar, enquanto mergulhava a arma naquele caldeirão com o Arambarium prontinho para ser utilizado. Removeu a arma um minuto depois a jogando na água de imediato desligando o caldeirão. O choque térmico fez com que o ferro líquido acoplasse em partes específicas da espada, sorriu vendo aquela “metamorfose” pegando a sua lixa de ferro. Pôs a longa arma na bigorna, ficando atrás dela passando a lixa tirando todo o excesso daquele material e ao mesmo tempo mantendo sua zona de corte e obviamente seu formato.  Tendo o trabalho feito, assobiou vendo o brilho da arma, pegando o polidor de carro que tinha, pondo o líquido e passando por todas as suas extremidades.

Aquela sim era a arma perfeita para uma garota, sorriu a manuseando com calma pelas mãos, agora era a parte interessante afiar a arma. Enquanto levou o equipamento ofensivo até uma máquina que ele apelidava como “rolo” que servia justamente para afiar qualquer lâmina. Chamou Tulio durante seu procedimento falando para o autômato.  —Por favor, leve aquele último pedaço do Vibranium lá para fora e coloque naquela palha adicionando um pouco mais de carvão, obrigado. Pediu com educação, vendo o seu fiel assistente fazer o pedido sem dificuldades, sorriu largo observando aquela lâmina ficar extremamente afiada e voltou sua concentração nela.

Finalizado ali, largou o material que estava segurando perto de onde estava no momento para pegar a peça do material restante que provavelmente já estava aquecida. Se ele tivesse a mesma capacidade de interpretar cheiro de minérios como sorte na loteria, hoje estaria rico. O Vibranium estava realmente no ponto que ele queria. Levou este até um local específico onde tinha uma pequena alavanca. Primeiramente golpeou o minério efervescido com o martelo até ele tomar um formato retangular, e depois o dobrou em um formato de “u”, colocando uma peça de metal entre as dobradiças do tamanho em comprimento, largura e espessura da lâmina já criada. Terminando o serviço da “Saya” (Que seria a bainha) mergulhou o material que acabara de moldar na água para que resfriasse.

Suspirou pesadamente, estava visivelmente cansado e logo se lembrou de uma parte do pedido, transformar aquela lâmina de prateada em uma colorida. Gritou pelo Tulio uma vez mais, pedindo que ele avisasse uma amiga sua de nome Evie, mais conhecida como pretora, e lá foi o robô cumprir mais uma missão enquanto Gerrard pegava aquela peça do minério defensivo já aquecida a polindo lentamente e preparando as tintas e fitas.

Evie apareceu quando este acabava de confeccionar a “Tsuka”, que era o cabo da espada feito em madeira, este sorriu para ela e falou concentrado, estava começando a pintar a “Saya” em uma tonalidade de roxo. — Olá, bom... Vamos direto ao assunto que pode ver que estou bastante enrolado aqui... Como sei que você é uma excelente bruxa, você não teria nada que pudesse fazer aquela espada ali brilhar não? Foi um pedido feito para presentear Sun Hee, aquela filha de Arcos sabe? E uma das exigências era uma lâmina de arco-íris e isso não consegui achar o fato ainda sabe? Disse em um só fôlego observando a tintura contra a luz e vendo algumas falhas, a preenchendo com um pincel.

[...]

Gerrard
Admin

Mensagens : 6
Data de inscrição : 05/05/2017

Ver perfil do usuário http://project812.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum